Gildo Magalhães dos Santos Filho

Engenheiro eletrônico pela Escola Politécnica da USP, bolsista da Fundação Krupp na Alemanha em 1983-84. Doutorado em História com a tese "Um bit auriverde", sobre a política de informática no Brasil, em 1994. Pós-doutorado na USP sobre história da eletrificação na República Velha. Ingresso por concurso como professor efetivo de História da Ciência, no Departamento de História, em novembro de 2001. Pós-doutorado com Bolsa Dibner na coleção de livros raros de ciência no Museu de História Nacional da Smithsonian Institution em Washington, em 2003, com pesquisa sobre o romantismo e a ciência . Livre-docente por concurso público em História da Ciência em janeiro de 2005, com a tese "Ciência e Ideologia". Ministrou mini-curso na Universidade de Lisboa em 2006. Vice-diretor do Centro de História da Ciência da USP e membro do Centro de Filosofia da Ciência da Universidade de Lisboa. Livros publicados: "História da Tecnologia no Brasil" (em coautoria, Ed. Unesp), "Força e Luz" (Ed Unesp), "Introdução à Metodologia da Pesquisa" (Ed. Ática).