Escopo

O Programa de Pós Graduação em História Econômica passou, nos últimos cinco anos, por processo acelerado de renovação e crescimento. Momentos privilegiados de reflexão, para a essas mudanças  foram os  Congressos internos do Programa de 2011, 2012, 2013, 2014 e 2015, ressaltando  o encontro da Associação Brasileira de Pesquisa em Historia Econômica – principal órgão representativo da área -  realizado na USP também em 2012.

Do ponto de vista teórico metodológico, dedica-se  ao estudo e à pesquisa da História Econômica, na perspectiva dos historiadores. Dessa forma, vai além do arrolamento cronológico e/ou quantitativo das ocorrências econômicas, buscando compreendê-las dentro de contexto social mais amplo, em que o econômico só pode ser entendido quando relacionado à política e à cultura. Parte, portanto, de visão mais ampla da economia, como instância do histórico, em movimento dialético e não em perspectiva economicista.

Tal posicionamento teórico implica em gama variada de análises, desde as conceituais, até as econométricas, fixando-se principalmente na produção social dos eventos econômicos. 

Vale ressaltar a inclusão de novos docentes ao Programa, desde a última avaliação trienal, sendo: 2013 - Profs. Drs. Daniel Strum, Felipe Pereira Loureiro, Francisco de Assis Queiroz, Lelio Luiz de Oliveira, Maximiliano Mac Menz, Sara Albieri e Ruy Gomes Braga Neto, totalizando 7; 2014 – Profs. Drs. Antonio Carlos Mazzeo, Everaldo de Oliveira Andrade, Guilherme Grandi e Luiz Bernardo Murtinho Pericás, somando 4; 2015 – Prof. Dr. Marcelo Cândido da Silva.

Consequentemente, o número total de alunos matriculados evoluiu (68 Mestrandos e 75 Doutorandos – 2013; 76 Mestrandos e 80 Doutorandos – 2014; 80 Mestrandos e 92 Doutorandos - 2015).