Notícias

Apagão na ciência: Sem backup, servidor do CNPq queima e milhares de dados acadêmicos desaparecem

Em comunicado, o governo Bolsonaro informa que não há prazo para retomada do sistema, mas omite a informação de que o sistema do CNPq não possui backup

Revista Forum - Por Marcelo Hailer

 27 jul 2021 - 12:19​​​​​​​

Desde ontem (26) que professores e pesquisadores do Brasil inteiro tentam acessar a plataforma Lattes, onde ficam hospedadas todas as informações dos pesquisadores, bem como os seus trabalhos desenvolvidos, mas não conseguem.

Ao procurarem o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) foram informados de que o sistema Lattes estava fora do ar, pois o servidor do CNPq “queimou”.

Fontes da Revista Fórum encaminharam a mensagem que o CNPq os enviou como resposta aos seus questionamentos.

Dessa maneira, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) revelou que o servidor do CNPq “queimou” e que não havia backup da Plataforma Lattes e que ainda não é possível dimensionar a quantidade de dados que foram perdidos.

“A placa do servidor que queimou não tinha backup, a gente não sabe exatamente o que a gente perdeu (de dados), se perdeu alguns segundos, minutos, horas, dias. A folha de pagamento também está comprometida, vai ter que fazer algum processo manual, enfim, está um caos no CNPq”, informa o Conselho .

Em comunicado publicado nas redes sociais, o governo federal omite que pode ter perdido milhares de dados referentes à produção científica no Brasil.

“O CNPq informa que segue em esforço conjunto com o Ministério da Ciência Tecnologia e Inovações (MCTI) para o restabelecimento dos sistemas após evento que causou a indisponibilidade das plataformas”.

Em seguida, o comunicado afirma que “a prioridade é restaurar o acesso aos currículos na Plataforma Lattes o mais rápido possível”.

A reportagem da Revista Fórum entrou em contato com o CNPq e com o Ministério da Ciência Tecnologia e Inovações, mas, até o fechamento desta reportagem, não teve retorno.

https://revistaforum.com.br/noticias/apagao-ciencia-cnpq-lattes/

Anita Novinsky (22/11/1922 - 20/07/2021)

​​​​​​​

Anita Novinsky viveu quase um século, quase 99 anos, nos dando sempre um exemplo, em muitos sentidos. Poucas pessoas que eu tenha conhecido ou conheça tinham tanta energia e amor pela vida, ela, que teve sua família (ou boa parte dela) exterminada pelo nazismo, no Holocausto na Polônia, onde ela nasceu em 1922. E talvez por isso mesmo.  E talvez por isso mesmo vivesse tanto, ativa até o fim (me lembro dela andando nos nossos corredores ainda em finais de 2019, pouco antes da pandemia). 

Sua condição de docente exemplar e historiadora pioneira, já apropriadamente evocadas aqui, eram uma derivação, uma consequência, disso. Me lembro das inesquecíveis reuniões, para jantar (e como!) e discutir temas no seu apartamento da rua Escócia. Uma vez discutimos Israel-Palestina, um grupo bem grande, saiu faísca pra tudo que é lado, ela adorou. Me lembro do apoio enorme que ela menos deu em eventos de cuja organização eu participei, a começar por aquele do bicentenário da Revolução Francesa (no qual ela falou da perseguição aos "afrancesados" no Brasil Colônia, comentada  por Laura de Mello e Souza, depois publicamos tudo). 

Apesar de especializada em temas bem conhecidos, ela tinha uma visão bem ampla. E democrática. Não era comunista, mas me levou pra falar do movimento operário comunista judeu na UFRJ. Organizou um evento sobre marranos, no centro de São Paulo, com o grande escritor argentino Marcos Aguinis ("A Saga do Marrano"). Não gostava dos ambientes com homogeneidade de opiniões, e era generosa com opiniões divergentes ou contrárias à sua. Sua contribuição foi enorme, pelo seu conhecimento, trabalho e, sobretudo, pela sua atitude.

Em 27 de março de 2015, recebeu o Título de Professora Emérita da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP.

Prof. Dr. Osvaldo Coggiola, Professor Titular do DH/FFLCH/USP

Procedimentos para a Prova de Proficiência

1. As Provas de Proficiência aplicadas pelo PPGHE nas línguas Francês, Italiano e Alemão serão realizadas de forma remota, através de formulário disponibilizado, conforme os dias: 
•    Francês: 31.03.21
•    Italiano: 01.04.21
•    Alemão: 02.04.21

2. O formulário da prova estará disponível às 14:00 e será finalizado às 17:00, totalizando 3 horas para a sua realização.

3. A prova consistirá em um texto relacionado a área de história econômica. O candidato deve ser capaz de ler o texto na língua estrangeira, compreendê-lo e traduzi-lo para o português. 

4. O candidato deverá assegurar sua conexão à internet para a realização da prova, não cabendo nenhum recurso referente a dificuldades técnicas que impeçam a realização da mesma.

Acesse o item Proficiência em Processo Seletivo para maiores informações e para o acesso ao link.

Workshop HELPTEC - 30 e 31/03

Workshop HELPTEC ​​​​​​​À Comunidade de Pós-graduação da USP,

Nos próximos dias 30/03 e 31/03 teremos a demonstração do uso de ferramentas utilizadas em atividades não presenciais, como reuniões e defesas, disciplinas e processos seletivos.  Conheça melhor todas as possibilidades disponíveis. Utilize os tutoriais e as salas virtuais de apoio já disponíveis. O material ficará gravado e disponibilizado para consulta.

Não percam essa oportunidade. Participem! 

Agradeço a todos os(as) alunos(as) envolvidos(as) no projeto e aos servidores Nelson Alves Caetano e Normando Peres Silva Moura da FFLCH pelo apoio à iniciativa.

Atenciosamente,

Carlos Gilberto Carlotti Junior
Pró-Reitor de Pós-Graduação da USP
Universidade de São Paulo

Visualizar o vídeo Workshop HELPTEC - 2021 - PRPG - FFLCH - USP - 30/03 do YouTube
Workshop HELPTEC - 2021 - PRPG - FFLCH - USP - 30/03

Visualizar o vídeo Workshop HELPTEC - 2021 - PRPG - FFLCH - USP - 31/03 do YouTube
​​​​​​​Workshop HELPTEC - 2021 - PRPG - FFLCH - USP - 31/03

Divulgação de Livro

​​​​​​​MEMORIA RELIGIAO E PODER​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​Memória Religião e Poder – Das raízes cristãs á construção de uma identidade portuguesa
Carlos Roberto Figueiredo Nogueira, Sooraya Karoan Lino de Medeiros (Orgs.)
​​​​​​​​O GEMPO (Grupo de Estudos Medievais Portugueses) foi fundado há 14 anos com o objetivo de contribuir com os estudos desta área. Com este intuito apresentamos a coletânea onde reunimos alguns de nossos pesquisadores europeus e brasileiros: Maria Alegria Fernandes Marques, Covadonga Valdaliso-Casanova, Carlos Roberto Figueiredo Nogueira, Sooraya Karoan Lino de Medeiros, Bruno Soares Miranda, Raquel Hoffmann e Beatriz Nogueira Sousa. Este livro é marcado pelo amplo espectro dos interesses temáticos relacionados às trajetórias individuais dos pesquisadores. Tratamos aqui de ordens religiosas, constituição da nacionalidade e identidade portuguesas, crônicas medievais, construção de memória régia, dinástica e memorialísticas, condição social feminina, peregrinações e devoções. A multiplicidade dos temas é unida pela ênfase nas linhas de pesquisa do grupo ligadas às relações de solidariedade e de poder presente em todos os artigos.

Bem vindo ao Programa de História Econômica

​​​​​​​Coordenador: Prof. Dr. Darío Horácio Gutiérrez  Gallardo | horaciog@usp.br
Vice-coordenador: Profa. Dra. Ana Paula Tavares Magalhães Tacconi | apmagalh@usp.br​​​​​​​